11 de jan de 2010






















Bruno Euphrasio de Mello.
Vista da varanda. Collage. 2010.
Fiquei pensando que o difícil na collage talvez seja o da analogia, perceber a relação de identidade entre as coisas. Comopor exemplo quando Fuão relacionou o canyon natural com canyon urbano. Ao perceber essa semelhança a associação e mistura de imagens através da collagem torna-se possivel e ganha potência. Não que a sobreposição simples de imagens não tenha sua beleza, mas aí é mais uma questao de composição de formas e cores. Para criar uma imagem fantástica, a semelhança é fundamental. Daí a analogia - essa coisa se parece com aquela - transforma-se em metáfora - essa coisa é aquela. E essa transformação só se realiza com a collage, quando os sentidos se entrelaçam.
Sei lá... andei pensando essas coisas.
E a dificuldade está mesmo, eu acho, em conseguir perceber essas associações

Nenhum comentário:

Postar um comentário